BANNER_Portal Saúde Baseada em Evidências

Anúncios

Pesquisadores publicam 1º sequenciamento completo de genoma feito no Paraná


Grupo liderado pela UFPR determinou a sequência completa do genoma de bactéria fixadora de nitrogênio
Pesquisadores de instituições paranaense liderados pela UFPR publicaram na edição de maio da revista científica “Plos Genetics” o primeiro sequenciamento genômico completo realizado no Paraná.
A informação é do professor Fábio de Oliveira Pedrosa, coordenador do Programa Genoma do Paraná e do Instituto Nacional de Ciência e Tecnologia da Fixação Biológica de Nitrogênio.
O trabalho consistiu na determinação da sequência completa do genoma da bactéria fixadora de nitrogênio Herbaspirillum seropedicae estirpe SmR1, e está disponível em inglês no site do periódico.
Capaz de transformar o nitrogênio da atmosfera em amônia, utilizada pelos seres vivos para a síntese de suas biomoléculas, essa bactéria é encontrada nos tecidos de plantas como trigo, arroz, cana-de-açúcar e milho.
“O H. seropedicae tem potencial para beneficiar o agricultor brasileiro por promover o crescimento e produtividade das plantas”, explica o professor Pedrosa. “Sua utilização como biofertilizante também pode reduzir a poluição provocada pelo uso de fertilizantes nitrogenados, que são poluentes agressivos de rios, lagos e atmosfera.”
O uso da bactéria Herbaspirillum seropedicae como inoculante para a agricultura brasileira representaria uma economia anual de cerca de R$ 850 milhões em fertilizantes nitrogenados. Apenas no Paraná, a economia seria de R$ 350 milhões por ano. Essa redução de custos permitiria a produção de alimentos mais baratos.
“O periódico científico Plos Genetics tem alto fator de impacto [fator 9,532], o que
demonstra a excelência do trabalho desenvolvido sob a liderança da UFPR”, avalia Pedrosa.
O sequenciamento genômico foi financiado com recursos do CNPq (Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico) e da Secretaria Estadual de Ciência, Tecnologia e Ensino Superior. As verbas permitiram equipar oito laboratórios de instituições paranaenses.
Participaram do projeto, iniciado no segundo semestre de 2001, cerca de cem pesquisadores da UFPR, UEPG, UEM, UEL, UFSC, PUC-PR, Unioeste, Unipar, Embrapa Soja e Iapar.
Sobre o Genopar e o INCT-FBN
O Programa Genoma do Paraná (Genopar) foi o primeiro programa paranaense que integrou um grande número de instituições de ensino e pesquisa trabalhando conjuntamente para atingir um objetivo comum em pesquisa biológica. Criado em maio de 2001, o Genopar permitiu a instalação de uma moderna infraestrutura laboratorial de pesquisa em Bioologia Molecular, Genômica, Proteômica e Fisiologia de microrganismos no Estado.
A coordenação do Genopar está sediada no Núcleo de Fixação de Nitrogênio do Departamento de Bioquímica e Biologia Molecular da UFPR.
Também sediado na UFPR, o Instituto Nacional de Ciência e Tecnologia da Fixação Biológica de Nitrogênio (INCT-FBN) congrega 15 grupos de pesquisa com 240 pessoas, entre pesquisadores. pós-doutores, doutorandos, mestrandos, alunos de iniciação científica e técnicos.
Este instituto é financiado pelo CNPq/MCT e teve início em dezembro de 2008 e término previsto para 2013. Entre as linhas de pesquisa estão Regulação da Fixação Biológica de Nitrogênio; Interação Planta-Bactéria; Melhoria de bactérias fixadoras de nitrogênio, promotoras de crescimento, visando incrementar a produtividade agrícola; Estudo de Biodiversidade de Bactérias Fixadoras de Nitrogênio, Genômica, Proteômica e Transcriptômica; e Melhoramento de Cana de Açúcar para maior resposta a bactérias fixadoras de nitrogênio.
O Professor Emanuel Maltempi de Souza, vice-coordenador do Instituto, informa que 13 novos genomas bacterianos já foram sequenciados no Departamento de Bioquímica e Biologia Molecular da UFPR e estão em fase de montagem e anotação por pesquisadores do instituto.
O Departamento de Bioquímica e Biologia Molecular da UFPR também está desenvolvendo outro projeto de sequenciamento genômico para o Centro de Biotecnologia da Universidade de Bielefeld (Alemanha), com quem tem acordo de colaboração. A unidade também está aberta a colaborações científicas com outras instituições nacionais e internacionais.Fernando César Oliveira

Medicina integrativa para o cancer


Medicina Integrativa é uma abordagem total aos cuidados do paciente, que envolve a mente, corpo e espírito. Ele combina a medicina padrão com as práticas CAM (Medicina Alternativa e Complementar). Por exemplo, algumas pessoas aprendem a usar o relaxamento como uma maneira de reduzir o estresse durante a quimioterapia.

Notícia da National Cancer Institute

Quiropraxia


A Quiropraxia é uma alternativa do sistema de saúde. É uma abordagem diferente da medicina padrão no tratamento de problemas de saúde.

Os conceitos básicos da quiropraxia são

  • Seu corpo tem uma capacidade de auto-cura poderosa
  • A estrutura do seu corpo (principalmente da coluna vertebral) e suas funções estão relacionadas
  • O objetivo da terapia quiroprática é normalizar essa relação

Profissionais de Quiropraxia são médicos da quiropraxia, ou DCs Eles usam um tipo de terapia chamada hands-espinhal em manipulação ou ajustamento. Muitas pessoas visitam quiropráticos para o tratamento da baixa dor traseira .

NIH: Centro Nacional para Medicina Complementar e Alternativa

Crie um website ou blog gratuito no WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: